ARTIGO DE OPINIÃO

DEIXE UM COMENTÁRIO


GÊNEROS ARGUMENTATIVOS

Gênero Argumentativo
Quem é o leitor?
Marcas estruturias
Observações
Dissertação
Leitor universal, qualquer um.
Texto impessoal, sem marcas de interlocução, em linguagem objetiva e padrão culto, com rígida divisão das partes do texto argumentativo.
Pode haver ainda dissertação de tom pessoal. Contudo, essa é de cobrança escassa em concursos.
Artigo de opinião
Um certo público leitor de dada publicação.
O texto deve se adequar ao perfil do publico. Assim, suas marcas de formalidade ou informalidade dependerão disso. No geral, sua estrutura é menos rígida e costuma se admitir tom pessoal.
O artigo de opinião, de modo geral, é dos gêneros argumentativos mais livres e fluídos que há.
Carta de solicitação ou de reclamação
O destinatário da carta.
Esse texto é dum remetente específico a um destinatário também específico. Portanto, são obrigatórias tanto a primeira pessoa quanto marcas de interlocução, além do cabeçalho com local e data, do vocativo e da saudação introdutórias, bem como a despedida e assinatura.
A distinção entre solicitação e reclamação não é, necessariamente, rigorosa.
Carta de leitor
O editor da revista ou autor de dada matéria.
Esse texto se assemelha ao modelo geral das cartas argumentativas, no entanto, prescinde de cabeçalho com local e data.
No geral, é um texto bastante objetivo e conciso.
Editorial
O público leitor de determinada publicação
Expressa a opinião de certa publicação, falando, portanto em nome coletivo. Sua linguagem tende a ser formal, embora acompanhe a expectativa do público leitor.

Crônica argumentativa
O público leitor da publicação que conterá a crônica.
Esse texto partilha da liberdade geral da crônica narrativa e tem em comum com esse uma motivação do cotidiano.
Em geral, essa modalidade de crônica pode se aproximar bastante do artigo de opinião.
Resenha crítica
O público de certa publicação artística ou crítica.
O texto consiste em um resumo comentado e opinativo sobre dada obra ou trecho de obra.
Pode ser pensada como uma versão bastante simplificada do ensaio.




CLIQUE AQUI: ARTIGO DE OPINIÃO

Creio que ficou muito bom! 
ah! deixa um comentário depois.

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ..
……. Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ .•*¨*• bjks coloridas
…. .•* ..........•Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ
.•*¨*•Katty Rasga

______________________________________

Exercício

Redija um texto visando defender a ideia de que o ESPORTE é benéfico, utilizando as informações seguintes:

a) o ESPORTE melhora as notas na escola;
b) o ESPORTE exige tempo;
c) o ESPORTE dá saúde;
d) certos ESPORTE são perigosos;
e) o ESPORTE é uma forma de relaxação;
f) o ESPORTE não faz bem aos cardíacos;
h) alguns ESPORTE fazem mal às articulações;
i) as pessoas que fazem ESPORTE querem ser elegantes;
j) fazer ESPORTE sai caro.


20 - 25 linhas
INTRODUÇÃO - PREMISSA + OPINIÃO
ARGUMENTAÇÃO 1
ARGUMENTAÇÃO 2
ARGUMENTAÇÃO 3
CONCLUSÃO + PROPOSIÇÃO

Monte um boneco para o texto.
Construa a sua introdução pensando que seu leitor não sabe do que e trata e você é que vai informá-lo e apontar-lhe a sua opinião.
Traga para dentro do texto opiniões desfavoráveis para refutá-las.
Traga na conclusão uma proposição cidadã. (o que cabe ao governo, à sociedade, à família, ao indivíduo)






Avaliação de Aprendizagem de Produção de Texto
Critérios
Descritores
sim
não
Tema
1. O texto se reporta de forma pertinente ao que é questionado?
Adequação ao gênero
Adequação discursiva
2A) A questão polêmica foi desenvolvida adequadamente?
2B) O texto deixa claro que o autor mobilizou informações pertinentes e diversificadas para sua intervenção no debate?
2C) Há articulação adequada entre as informação. e sua contextualização no debate?
Adequação linguística
2D) Está claro no texto o ponto de partida (os dados) e a conclusão (ou tese)?
2E)  As justificativas e os argumentos sustentam a conclusão com consistência?
2F)  Estratégias argumentativas como a refutação e a utilização de diferentes vozes estão presentes no artigo?
2G) O texto é coeso? Os elementos de articulação estão adequadamente utilizados?
Marcas de autoria
3A) O título é pertinente em relação ao gênero e ao tema?
3B) O autor usou recursos adequados para prender a atenção do leitor?
REGISTRO
4) O texto atende às convenções da escrita (morfossintaxe, ortografia, acentuação, pontuação)?








O que é um artigo de opinião?
É um texto opinativo, de cunho argumentativo. Trata-se de um gênero em que a opinião de um autor sobre um assunto de relevância é defendida, através de recursos argumentativos: comparações, exemplificações, depoimentos, dados estatísticos, etc.
& 
CARACTERÍSTICAS
1.O AUTOR DOMINA O ASSUNTO
2.É ASSINADO
3.A LINGUAGEM É FORMAL
4.APRESENTA UMA CLARA INTENÇÃO PERSUASIVA
                                 ____________________________________________

FASCÍCULO "ARTIGO DE OPINIÃO - PONTOS DE VISTA" DOWNLOAD


________________________________

Jogo AQUI dos CONECTIVOS
1. Faça o download do jogo.
2. Turma dividida em grupos, ou duplas.
3. Cópias,  uma para cada grupo ou duplas.
4. Uma cópia é o seu gabarito, entretanto aceite as construções que porventura acontecerem e forem coerentes.
5. Recorte as colunas e as linhas.
6. A proposta é que o grupo construa a oração percebendo o uso dos conectivos.


Alunos do 1º D, da EE Ilza Irma, São José dos Campos, SP. Oficina de Produção de Texto. Artigo de Opinião - CONECTIVOS - 2013

____________________________________________


Atividades epilinguísticas
• “O que você quer dizer com isso?”
• “Que tal trocar essa palavra por essa outra?”
• “E se você inverter a ordem das palavras aqui, não fica melhor?”
• “Será que essa é mesmo a melhor maneira de dizer isso?”
• etc.
____________________________________________

ESTRATÉGIAS ARGUMENTATIVAS 
São recursos utilizados para desenvolver os argumentos, de modo a convencer o leitor: 
• exemplos; 
• dados estatísticos; 
• pesquisas; 
• fatos comprováveis; 
• citações ou depoimentos de pessoas especializadas no assunto; 
• alusões históricas; 
• comparações entre fatos, situações, épocas ou lugares distintos. 


Organizadores discursivos
Assim...
Deste modo...
No que a (x) diz respeito...
Daqui decorre que...
Não há dúvida de que...
Acresce que...
Soma-se a esta situação...
A somar-se a esta situação está...
Consequentemente...
Inversamente...
Simplesmente...
Justamente...
Vemos então que...
Devemos notar que...
Fica claro que...
Noto que...
Devo notar que...
É de sublinhar...
Sublinho que...
Não posso deixar de referir...
Em boa verdade...
Consideremos que...
Para além disso...
Ora...
Em contrapartida...
De facto...
Na realidade...
Em oposição...
Ao contrário...
Da conjunção destes factores resulta que...
Daqui decorre que...
É certo que x mas também não é menos...
verdade que…...
Enquanto que...
Em contrapartida...
Em todo o caso...
Em virtude de...
Um outro facto/ tipo/ element/, causa...
Como referi acima...
Por outras palavras...
Dito de outro modo...
Tal equivale a dizer que...
Se virmos bem...
Afinal...
É fundamental perceber...
Enquanto isso...
Daí que...
A verdade é que...
Lista de possíveis conectivos
Sugiro que seja confeccionado um cartaz com a tabela abaixo. Ela poderá ser apresentada na íntegra ou parcialmente, em doses homeopáticas.

A proposta é que o aluno seja convidado a inserir em sua refacção textual os conectivos abaixo. É preciso que, antes, haja uma reflexão a respeito.

SIGNIFICADO
CONECTIVOS LINGUÍSTICOS
Prioridade, relevância
Em primeiro lugar, antes de mais nada, antes de tudo, antes de qualquer coisa, primeiramente, acima de tudo, precipitadamente, principalmente, sobretudo
Tempo (freqüência, duração, ordem, sucessão, anterioridade, posterioridade
Então, enfim, logo, logo depois, imediatamente, logo após, a princípio, pouco antes, pouco depois, anteriormente, posteriormente, em seguida, afinal, por fim, finalmente, agora, atualmente, hoje, frequentemente, constantemente, sempre, raramente, não raro, ao mesmo tempo, simultaneamente, nesse ínterim, nesse meio tempo, enquanto, quando, antes que, logo que, sempre que, desde que, cada vez que, apenas
Semelhança, comparação, conformidade
Igualmente, da mesma forma, assim também, do mesmo modo, similarmente, semelhantemente, por analogia, de maneira idêntica, de conformidade com, de acordo com, segundo, conforme, sob o mesmo ponto de vista, tanto quanto, assim como, bem como, como se
Condição, hipótese
Se, caso, eventualmente
Adição, continuação
Além disso, (a) demais, outrossim, ainda mais, ainda por cima, por outro lado, (também as conjunções aditivas: e, nem, não, só, mas, também)
Dúvidas
Talvez, provavelmente, possivelmente, quiçá, quem sabe, é provável, não é certo, se é que
Certeza, ênfase
De certo, por certo, certamente, individualmente, inquestionavelmente, surpreendentemente
Surpresa, imprevisto
Inesperadamente, inospinadamente, de repente, de súbito, imprevistamente, surpreendente
Ilustração, esclarecimento
Por exemplo, isto é, quer dizer, em outras palavras, ou por outra, a saber
Propósito, intenção, finalidade
Com o fim de, a fim de, com o propósito de
Lugar, proximidade, distância
Perto de,  próximo a / de,  junto com, dentro, fora, mais adiante, além, acolá, lá, aí
Resumo, recapitulação, conclusão
Em suma, em síntese, em conclusão, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira
Causa, conseqüência
Por conseqüência, por conseguinte, como resultado, por isso, por causa de, em virtude de, assim, de fato, com efeito, porque, pois, portanto, pois que, já que, uma vez que, visto que, como (=porque), portanto, logo
Contraste, oposição, restrição
Pelo contrário, em contraste com, salvo, exceto, menos, mas, contudo, todavia, entretanto, embora, apesar de, ainda que, mesmo que, posto que, por mais que, por menos que





























































Coesão e coerência

O texto se organiza em torno de um elemento de referência. A partir dele, todo o restante se posiciona. Uma ideia deve levar à outra, sem sobressaltos. Um parágrafo deve ter relação com o anterior. A coesão é a responsável pela unidade formal do texto, construída  por mecanismos gramaticais e lexicais. A coerência deriva da lógica interna do texto, sendo responsável por seu sentido

É importante que entenda que a coerência é fundamental para um ato de comunicação ser bem sucedido, e os recursos de coesão representam uma das formas de garantir a coerência.

Alguns recursos da coesão
- a repetição;
- a substituição;
- a seleção lexical;
- a conexão sintático-semântica.

Algumas regras da coerência
- repetição: modos de estabelecer ligação com partes anteriores do texto;
- progressão semântica: não repetir circularmente o mesmo conteúdo;
- não-contradição: não introduzir elementos semânticos que contradigam um conteúdo posto ou pressuposto anteriormente;
- relação: os fatos estejam relacionados entre si no mundo representado.



Subi a porta e fechei a escada.
Tirei minhas orações e recitei meus sapatos.
Desliguei a cama e deitei-me na luz.

Tudo porque
Ele me deu um beijo de boa noite...
(Autor anônimo)
(ANTUNES, Irandé. Lutar com palavras: coesão e coerência. 
São Paulo: Parábola Editorial, 2005, p. 15)



contexto de produção [“Certas palavras não podem ser ditas/ em qualquer lugar e hora qualquer”] 
parceiros da troca comunicativa [“Estritamente reservadas para companheiros de confiança”].

6 comentários:

  1. Ótimo conteúdo para o desenvolvimento de algumas atividades didáticas com o gênero argumentativo. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Katty
    Gostei muito do seu trabalho, seu blog é muito significativo,encontrei aqui uma fonte de pesquisa para fomentar o meu trabalho.

    Parabéns

    ResponderExcluir
  3. goto muito do seu blog parabéns

    ResponderExcluir
  4. Olá Katty!

    Orientações perfeitas.
    Seu blog é uma ótima fonte de pesquisa.

    Abraço!

    ResponderExcluir

Grata pela sua participação.
[]s.
Katty Rasga