A LÍNGUA





YouTube Educação



Todas as bocas do planetaBrasil tem 188 dos mais de 6 mil idiomas falados no mundo
NO BRASIL
Nosso país tem 188 idiomas em uso - o português (claro!), mais 187 variedades indígenas. Uma delas é o apiacá, falado por apenas dois brasileiros, e o ofaié, praticado por 11 índios do Mato Grosso do Sul. Cerca de 30 dessas línguas estão em extinção e 47 idiomas que um dia foram falados no país já desapareceram para sempre
A MAIS FALADA
O idioma mais popular do planeta é o mandarim, o principal dialeto chinês, falado por algo em torno de 870 milhões de pessoas. Em segundo lugar aparece o hindi, a língua oficial da Índia, usado por cerca de 500 milhões de pessoas. O espanhol vem em terceiro lugar, o inglês em quarto e o nosso português em sétimo

Quantos idiomas existem no mundo?

São 6 912 idiomas em todo o mundo, segundo o compêndio Ethnologue, considerado o maior inventário de línguas do planeta. O livro, editado desde 1951, é uma espécie de bíblia da lingüística, indicando quais são as línguas em uso, onde elas são faladas e quantas pessoas usam o idioma. De acordo com os organizadores da enciclopédia, o total de línguas no planeta pode ser até maior. Estima-se que haja entre 300 e 400 línguas ainda não catalogadas em regiões do Pacífico e da Ásia. Além de somar todas as línguas que existem, o Ethnologue traz outras curiosidades na ponta da língua. Aí embaixo, a gente selecionou as mais legais.
EM EXTINÇÃO
O Ethnologue lista 497 línguas que correm o risco de desaparecer em poucas décadas. E segundo a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) metade dos idiomas falados hoje em dia pode sumir durante o século 21, por causa do predomínio do inglês nas páginas da internet
MAIS E MENOS
O país com mais línguas no mundo é Papua Nova Guiné, onde são falados nada menos que 820 idiomas diferentes - a vizinha Indonésia é a vice-campeã, com 742 idiomas. No outro extremo, a Coréia do Norte é o único país onde só se fala uma língua. Em seguida, vem o Haiti, com dois idiomas
Referência: Mundo Estranho por Marina Motomura

CPLP 
É a sigla referente a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, organização fundada em 17 de julho de 1996, que tem por objetivo procurar uma maior união e cooperação entre seus integrantes, de língua oficial portuguesa, que atualmente são oito: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé & Príncipe e Timor.
Outros países falantes em língua portuguesa: Macau, Territórios da Galiza e Guiné-Equatorial.
A CPLP atua em todos os aspectos dos países membros, buscando unificação e cooperação, educacional, econômica, social, política, entre outras áreas. Foi importante sua atuação em conflitos na Guiné-Bissau, Angola e Timor, ajudando a estabelecer diálogos entre entidades políticas beligerantes naqueles países, contribuindo para o fim de crises sociais e políticas.
Referência: Infoescola



Formas verbais e não-verbais de textos.


Você viu que os textos podem ser verbais ou não-verbais.

No entanto, será que todo conjunto de palavras pode ser definido como um texto?


(1)Centro, por favor.          (2) Quinze.          (3) Fogo!

Esses três enunciados são textos?

Deslocados de uma situação ou contexto, os enunciados não comunicam nada, logo não são textos. Para ser considerado um texto, é necessário haver sentido. Se 
(1) fosse uma indicação de destino a um taxista; 
(2) a resposta a uma pergunta sobre a idade; e 
(3) um aviso de incêndio, todos seriam textos, já que teriam sentido nesses contextos de produção.

Alguns elementos, portanto, são necessários  para considerar palavra(s) como um texto.
Um deles é o contexto.



MORFOLOGIA in http://www.soportugues.com.br/
DEFINIÇÃO
Em linguística, Morfologia é o estudo da estrutura, da formação e da classificação das palavras. A peculiaridade da morfologia é estudar as palavras olhando para elas isoladamente e não dentro da sua participação na frase ou período. A morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo, Artigo, Adjetivo, Numeral, Pronome, Verbo, Advérbio, Preposição, Conjunção e Interjeição.
ÍNDICE
Estrutura e Formação das Palavras
Estrutura das Palavras
Raiz
Desinência
Formação das Palavras
Derivação Regressiva
Composição
Prefixos
Sufixos
Sufixos Formadores de Palavras
Radicais Gregos
Radicais Latinos
Substantivo
Definição
Substantivo Comum
Substantivo Abstrato
Substantivo e seus Coletivos
Lista de Substantivos Coletivos I
Lista de Substantivos Coletivos II
Lista de Substantivos Coletivos III
Lista de Substantivos Coletivos IV
Lista de Substantivos Coletivos V
Formação dos Substantivos
Flexão dos Substantivos
Substantivo Uniforme I
Substantivo Uniforme II
Substantivo Comum de 2 Gêneros
Substantivo de Gênero Incerto
Número de Substantivo
Plural dos Substantivos Compostos
Plural das Palavras Substantivadas
Grau do Substantivo
Artigo
Artigo
Adjetivo
Adjetivo
Adjetivo Pátrio
Locução Adjetiva I
Locução Adjetiva II
Flexão dos Adjetivos
Adjetivo Composto
Grau Superlativo
Lista Superlativos
Numeral
Numeral
Numerais Multiplicativos
Pronome
Pronome
Pronomes Pessoais
Pronome Oblíquo Átono
Pronome Oblíquo Tônico
Pronome de Tratamento
Pronomes Possessivos
Pronomes Demonstrativos
Observações sobre Pronomes
Pronomes Indefinidos
Pronomes Relativos
Pronomes Relativos II
Pronomes Interrogativos
Verbo
Verbo
Classificação dos Verbos
Verbos Unipessoais I
Verbos Unipessoais II
Verbo Ser - Formas Nominais
Verbo Ter - Modo Indicativo
Modos de Verbo
Tempos Verbais
Tempos do Subjuntivo
Tempos Primitivos
Tempos Derivados do Pretérito Perfeito do Indicativo
Futuro do Subjuntivo
Futuro do Pretérito do Indicativo I
Futuro do Pretérito do Indicativo II
Aspecto Verbal
Emprego do Infinitivo Impessoal e Pessoal I
Emprego do Infinitivo Impessoal e Pessoal II
Infinitivo Pessoal
Vozes do Verbo
Voz Passiva Sintética
Pronúncia Correta de Alguns Verbos
Advérbio
Advérbio I
Advérbio II
Classificação dos Advérbios
Advérbios Interrogativos
Palavras e Locuções Denotativas
Preposição
Preposição
Classificação das Preposições
Locução Prepositiva
Principais Relações Estabelecidas pelas Preposições
Conjunção
Definição de Conjunção
Conjunções Coordenativas
Conjunções Subordinativas I
Conjunções Subordinativas II
Conjunções Subordinativas III
Interjeição
Interjeição I
Interjeição II
Locuções Interjetivas





SINTAXE in http://www.soportugues.com.br/
DEFINIÇÃO
Sintaxe é a parte da gramática que estuda a disposição das palavras na frase e a das frases no discurso, bem como a relação lógica das frases entre si. Ao emitir uma mensagem verbal, o emissor procura transmitir um significado completo e compreensível. Para isso, as palavras são relacionadas e combinadas entre si.  A sintaxe é um instrumento essencial para o manuseio satisfatório das múltiplas possibilidades que existem para combinar palavras e orações.
ÍNDICE
Análise Sintática
Frase
Tipos de Frases
Estrutura da Frase: Oração
Período: Período Simples, Período Composto
Objetivos da Análise Sintática / Estrutura de um Período / Termos da Oração
Termos Essenciais da Oração
Sujeito e Predicado / Posição do Sujeito na Oração
Classificação do Sujeito: Sujeito Determinado
Sujeito Indeterminado
Oração Sem Sujeito
Predicado
Predicação Verbal: Verbo Intransitivo, Verbo Transitivo, Verbo de Ligação
Classificação do Predicado: Predicado Verbal
Predicado Nominal / Predicativo do Sujeito
Predicado Verbo-Nominal / Estrutura do Predicado Verbo-Nominal
Termos Integrantes da Oração
Complementos Verbais: Objeto Direto
Objeto Indireto
Complemento Nominal / Agente da Passiva
Termos Acessórios da Oração
Sobre os Termos Acessórios
Adjunto Adverbial
Classificação do Adjunto Adverbial
Adjunto Adnominal / Distinção entre Adjunto Adnominal e Complemento Nominal
Aposto / Classificação do Aposto
Vocativo / Distinção entre Vocativo e Aposto
Período Composto
Coordenação e Subordinação
Coordenação
Período Composto por Coordenação
Classificação das Orações Coordenadas Sindéticas: Aditivas, Adversativas
Alternativas, Conclusivas, Explicativas
Subordinação
Período Composto por Subordinação
Forma das Orações Subordinadas
Orações Subordinadas Substantivas
Classificação das Orações Subordinadas Substantivas: Subjetiva
Objetiva Direta / Orações Especiais
Objetiva Indireta, Completiva Nominal
Predicativa, Apositiva
Orações Subordinadas Adjetivas / Forma das Orações Subordinadas Adjetivas
Classificação das Orações Subordinadas Adjetivas
Emprego e Função dos Pronomes Relativos : Pronome Relativo QUE
Pronome Relativo QUEM / Pronome Relativo CUJO (s), CUJA (s) / Pronome Relativo O QUAL, OS QUAIS, A QUAL, AS QUAIS
Pronome Relativo ONDE / Pronome Relativo QUANTO, COMO, QUANDO
Orações Subordinadas Adverbiais
Circunstâncias Expressas pelas Orações Subordinadas Adverbiais: Causa, Consequência, Condição
Concessão, Comparação
Conformidade, Finalidade, Proporção, Tempo
Coordenação e Subordinação
Período Composto por Coordenação e Subordinação
Orações Reduzidas
Sobre as Orações Reduzidas
Orações Reduzidas Fixas / Orações Reduzidas de Infinitivo
Orações Reduzidas de Gerúndio / Orações Reduzidas de Particípio
Estudo Complementar do Período Composto
Sobre o Período Composto
Sintaxe de Concordância
Concordância Verbal e Nominal / Concordância Verbal: Sujeito Simples, Casos Particulares I
Casos Particulares II
Casos Particulares III
Casos Particulares IV
Sujeito Composto / Casos Particulares I
Casos Particulares II
Outros Casos: O Verbo e a Palavra "SE"
O Verbo SER I
O Verbo SER II
O Verbo PARECER / A Expressão "Haja Vista"
Concordância Nominal
Casos Particulares
Sintaxe de Regência
Regência Verbal e Nominal / Regência Verbal
Verbos Intransitivos
Verbos Transitivos Diretos
Verbos Transitivos Indiretos
Verbos Transitivos Diretos ou Indiretos
Verbos Transitivos Diretos e Indiretos I
Verbos Transitivos Diretos e Indiretos II
Mudança de Transitividade versus Mudança de Significado I: AGRADAR, ASPIRAR, ASSISTIR
Mudança de Transitividade versus Mudança de Significado II: CHAMAR, CUSTAR, IMPLICAR
Mudança de Transitividade versus Mudança de Significado III: PROCEDER, QUERER, VISAR
Regência Nominal
Sintaxe de Colocação
Colocação dos Pronomes Oblíquos Átonos: Próclise I
Colocação dos Pronomes Oblíquos Átonos: Próclise II
Colocação dos Pronomes Oblíquos Átonos: Mesóclise / Ênclise
Colocação dos Pronomes Oblíquos Átonos nas Locuções Verbais
Emprego da Crase
Crase I
Crase II
Casos em que a crase SEMPRE ocorre
Crase diante de Nomes de Lugar / Crase diante de Pronomes Demonstrativos Aquele (s), Aquela (s), Aquilo
Crase com os Pronomes Relativos A Qual, As Quais / Crase com o Pronome Demonstrativo "a" / A Palavra Distância
Casos em que a ocorrência da crase é FACULTATIVA


FONOLOGIA in http://www.soportugues.com.br/
DEFINIÇÃO
Fonologia é o ramo da Linguística que estuda o sistema sonoro de um idioma. Ao estudar a maneira como os fones (sons) se organizam dentro de uma língua, classifica-os em unidades capazes de distinguir significados, chamadas fonemas.
ÍNDICE
Fonema
Fonema / Fonema e Letra
Classificação dos Fonemas: Vogais, Semivogais, Consoantes
Encontros Vocálicos
Encontros Vocálicos: Ditongo, Tritongo, Hiato
Encontros Consonantais
Encontros Consonantais / Dígrafos
Sílaba
Sílaba/ Classificação das Palavras quanto ao Número de Sílabas / Divisão Silábica
Acento Tônico / Classificação da Sílaba quanto à Intensidade / Classificação das Palavras quanto à Posição da Sílaba Tônica
Monossílabos / Critérios de Distinção
Acentuação Gráfica: Acento Prosódico e Acento Gráfico
Regras de Acentuação Gráfica: Proparoxítonas, Paroxítonas, Oxítonas
Monossílabos: Monossílabos Tônicos, Monossílabos Átonos / Acento de Insistência
Regras Especiais I: Ditongos Abertos, Hiatos
Regras Especiais II: Verbos Ter e Vir
Acento Diferencial / Acento Grave
Ortoépia
Ortoépia ou Ortoepia
Prosódia
Prosódia
Ortografia
Ortografia / Emprego de X e Ch
Emprego das Letras G e J
Emprego das Letras S e Z
Emprego do Z
Emprego de S, Ç, X e dos Dígrafos Sc, Sç, Ss, Xc, Xs
Observações sobre o uso da letra X / Emprego das letras E e I
Emprego das letras O e U / Emprego da letra H
Emprego das Iniciais Maiúsculas e Minúsculas I
Emprego das Iniciais Maiúsculas e Minúsculas II
Notações Léxicas
Notações Léxicas: Emprego do Til, Emprego do Apóstrofo
Emprego dos Porquês
Por que / Por quê / Porque / Porquê
Emprego do Hífen
Emprego do Hífen / Prefixos e Elementos de Composição
Importante / Casos Particulares / Atenção
Saiba Mais sobre o uso do Hífen
Sinais de Pontuação
Sinais de Pontuação I: Vírgula
Sinais de Pontuação II: Ponto e vírgula, Dois-pontos
Sinais de Pontuação III: Ponto Final, Ponto de Interrogação, Ponto de Exclamação
Sinais de Pontuação IV: Reticências, Parênteses - Os Parênteses e a Pontuação
Sinais de Pontuação V: Travessão, Aspas
Sinais de Pontuação VI: Colchetes, Asterisco, Parágrafo


SEMÂNTICA in http://www.soportugues.com.br/
DEFINIÇÃO
Em linguística, Semântica estuda o significado e a interpretação do significado de uma palavra, de um signo, de uma frase ou de uma expressão em um determinado contexto. Nesse campo de estudo se analisa, também, as mudanças de sentido que ocorrem nas formas linguísticas devido a alguns fatores, tais como tempo e espaço geográfico.
ÍNDICE
Linguagem
Linguagem / Tipos de Linguagem
Língua
Língua Falada e Língua Escrita
Fala / Signo
Significação das Palavras
Sinônimos, Antônimos, Polissemia
Homônimos - Homônimos Perfeitos
Parônimos


ESTILÍSTICA in http://www.soportugues.com.br/
DEFINIÇÃO
Estilística estuda os processos de manipulação da linguagem que permitem a quem fala ou escreve sugerir conteúdos emotivos e intuitivos por meio das palavras. Além disso, estabelece princípios capazes de explicar as escolhas particulares feitas por indivíduos e grupos sociais no que se refere ao uso da língua.
ÍNDICE
Denotação e Conotação
Figuras de Linguagem
Sobre as Figuras de Linguagem / Classificação das Figuras de Linguagem / Figuras de Palavras I: Metáfora
Figuras de Palavras II: Metonímia
Figuras de Palavras III: Catacrese, Perífrase, Sinestesia
Figuras de Pensamento I: Antítese, Paradoxo, Eufemismo
Figuras de Pensamento II: Ironia, Hipérbole, Prosopopeia ou Personificação
Figuras de Pensamento III: Apóstrofe, Gradação
Figuras de Construção ou Sintáticas I: Elipse, Zeugma, Silepse
Figuras de Construção ou Sintáticas II: Polissíndeto / Assíndeto, Pleonasmo, Anáfora, Anacoluto, Hipérbato / Inversão
Figuras de Som: Aliteração, Assonância, Onomatopeia
Vícios de Linguagem
Vícios de Linguagem I: Pleonasmo Vicioso, Barbarismo, Solecismo
Vícios de Linguagem II: Ambiguidade, Cacofonia, Eco, Hiato, Colisão
Funções da Linguagem
Funções da Linguagem I: Função Referencial ou Denotativa, Função Expressiva ou Emotiva, Função Apelativa ou Conativa
Funções da Linguagem II: Função Poética, Função Fática, Função Metalinguística

Exercícios Interativos

1.ADJETIVO - GRAU SUPERLATIVO ABSOLUTO SINTÉTICO
2.SUBSTANTIVO - GÊNERO 01
3.SUBSTANTIVO - GÊNERO 02
4.SUBSTANTIVO - SINGULAR E PLURAL
5.SUBSTANTIVO - PLURAL
6.SUBSTANTIVO - SINGULAR OU PLURAL
7.SUBSTANTIVO COMPOSTO - PLURAL
8.SUBSTANTIVO - GRAU
9.SUBSTANTIVO- COLETIVOS 01
10.SUBSTANTIVO - COLETIVOS 02
11.- COLETIVOS 03
12.SUBSTANTIVO- COLETIVOS 04
13.SUBSTANTIVO- COLETIVOS 05
14.SUBSTANTIVO - COLETIVOS 06
15.PREPOSIÇÕES
16.PREPOSIÇÃO (SOB/SOBRE)
17. EDUCAR PARA CRESCER - JOGOS

PALAVRAS CRUZADAS
RECURSOS ESTILÍSTICOS


LAGENGA

O FOCA

EXERCÍCIOS
VERBOS
MODO IMPERATIVO
CONCORDÂNCIA VERBAL



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grata pela sua participação.
[]s.
Katty Rasga